COBRA PAGES
e seus objetivos

--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Filosofia no Brasil - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação - Teatro
Pedagógico
- Higiene -
Boas Maneiras e Etiqueta -
Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros do Autor - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE

 

Boa Educação no Trânsito: o que você pensa da FAIXA DE PEDESTRES? Para saber mais clique AQUI.

 
 

NOVIDADES DO SITE

CASAMENTOS: A agenda do Casamento

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra
(Site original: www.cobra.pages.nom.br)

 

Páginas sobre
noivado e casamento:

Noivado

Casamento civil

Casamento religioso

Jantares de homenagem

Recepção de casamento

)

Na grande celebração que é o casamento, inserem-se vários eventos como festas de despedida, coquetéis, jantares de homenagem, e as cerimônias do casamento propriamente dito, civil e religiosa, mais a recepção principal no dia das bodas – coquetel, almoço ou jantar. A cerimônia do casamento civil, no cartório, é normalmente de reduzidas proporções. O casamento religioso, porém, em geral é uma cerimônia em que o número de convidados é grande e os detalhes a atender são muitos. A recepção que a ela se segue constitui um complemento que requer não menos cuidado em sua preparação. As corporações militares agregam certas homenagens cujos particulares é necessário que os noivos colham nos respectivos cerimoniais.

A fim de tornar mais fácil o acesso às informações do Site referentes a Casamentos, criei esta agenda onde estão inseridos os links para as páginas respectivas. Em assunto tão importante quanto o casamento, aconselho o leitor a consultar também outros Sites sobre o mesmo tema, para cotejo de opiniões e inclusive obter a complementação indispensável, quando não encontrar aqui as respostas que procura.

A agenda é um mapa ou esquema de planejamento com a finalidade de dar uma seqüência lógica e eficaz às festividades que constituem a celebração do casamento, facilitar o levantamento de custos, e orientar os convidados em relação à cada evento previsto. Ainda que seja contratada uma assessoria de festas, que se encarregará de todo o planejamento de acordo com o gosto do casal e estará presente em todas as etapas da celebração para orientar os noivos, pais padrinhos e convidados, ainda assim um agendamento é útil, a fim de que o trabalho da consultoria seja acompanhado e checado em toda a fase de preparação da celebração e da recepção. Uma lista para  esse fim contaria com os seguintes items:

  • (1) Arquivo ou pasta para manter anotações e primeiro esquema geral de planejamento e estimativa de custo.

  • Em planejamento, melhor é esquematizar antes o que se pretende fazer como ideal, para depois calcular os custos e adaptar o esquema à realidade financeira. Partir de uma verba fixa para programar, cria mais impasses e dificuldades. É indispensável um caderno ou fichas para anotar endereços de residência, de e-mail, de web sites, de firmas, dos nomes de convidados, etc.

  • (2) Contratar o consultor de eventos ou cerimonialista.

  • Chega-se a um profissional de boa reputação geralmente por indicação de um cliente dele que ficou satisfeito com os seus serviços. Porém é importante verificar se esse cliente que ficou satisfeito tem as mesmas exigências de qualidade que o casal de noivos a quem ele está passando a referência e se a recepção que fez teve as mesmas dimensões que a festa pretendida pelo casal. Ainda que seja contratada uma assessoria de festas, que se encarregará de todo o planejamento de acordo com o gosto do casal e estará presente em todas as etapas da celebração para orientar os noivos, pais padrinhos e convidados, ainda assim um agendamento é útil, a fim de que o trabalho da consultoria seja acompanhado e checado em toda a fase de preparação da celebração e da recepção.

  •   (3) A escolha dos padrinhos e a lista de convidados.

  • É uma das primeiras tarefas preparatórias de toda cerimônia, porque o número das pessoas que irão comparecer é um elemento fundamental para os cálculos do espaço, custos, estilo do ritual e da recepção e, sobretudo, para a confecção dos convites. No casamento, a lista será constituída de amigos dos pais e de amigos dos noivos. Se for o caso de atender a um arranjo entre duas gerações muito afastadas, as festas não poderão ter caráter extremamente conservador, nem ser muito ousadas. A presença de crianças haverá de requerer uma ou duas babás para cuidar delas durante o jantar da recepção (além de uma área onde possam ficar concentradas, ou possam dormir). É fundamental ter o registro de todos os convidados com seus nomes corretos para expedição dos convites e para o momento de indicar as mesas e os assentos que deverão ocupar na recepção, para registrar o presente que enviar. Pessoas às quais o casal solicita favores, precisam ser incluídas na lista de convidados. Por essa razão, é melhor pedir conselhos e cooperação apenas àqueles que já se pretende convidar.

  • As pessoas que foram convidadas pelos noivos ou seus pais para o jantar do noivado, devem ser lembradas para receberem também o convite de casamento, ou a participação posterior, se for o caso. Porém, se houve festa para o noivado mas o casamento será mais íntimo e com menos convidados, ou se a comemoração do noivado foi junto com a comemoração do aniversário de algum parente, não existirá essa obrigação.

  • (4) A escolha das damas de honra e pajens.

  • (5) Documentos e reservas de data e horário dos eventos e cerimônias.

  • O casamento civil depende de abertura de processo com 30 dias de antecedência. Para o casamento religioso são requeridos pela Igreja alguns documentos que podem ser demorados para se obter e cuja validade expira a prazos certos. "Correr os banhos", ou seja, a leitura da notícia de que o par deseja se casar, é obrigatória e consome por volta de um mês. Casamento fora da paróquia do noivo ou da noiva, casamento no exterior, são casos sujeitos a demora da licença ainda maior. Se o casamento é com pessoa de religião diferente, o clérigo (um pastor, rabi, etc.) da outra religião poderá ser convidado para fazer uma oração ou prédica com uma participação menor no casamento católico porém suficiente para que o não-católico seja considerado casado também em sua própria religião, na mesma cerimônia. Este é um arranjo que também requer tempo para ser concertado. Para que o casamento seja celebrado fora do templo, é necessária uma licença do Vigário Geral da Diocese. Finalmente há também um curso para noivos, que é obrigatório. As igrejas mais procuradas requerem que a reserva de data para o casamento seja feita com até mais de um ano de antecedência. Na Igreja Católica, Os locais para recepção costumam ser igualmente concorridos e requererem reserva muitos meses antes.

  • (6) A impressão dos convites, seu endereçamento e postagem.

  • Além do convite principal, e do convite especial para a recepção que seguirá como anexo, poderão ser impressos na mesma encomenda cartões para lugares à mesa e para lembrancinhas, e inclusive um pequeno mapa indicando como chegar ao local dos eventos, que poderá ser necessário incluir no envelope.

  • (7) O planejamento, da viagem de núpcias, reservas de passagens e hotel.

  • (8) A colocação da lista dos presentes em uma ou duas lojas.

  • (9) Preparo do local, ou aluguel do salão ou clube para a recepção.

  • (10) A contratação da recepção,

  • Pedido de propostas a firmas de promoção de eventos e discussão dos detalhes, tais como referências comprovadas e checadas da firma, opção entre refeição servida à francesa ou bufê, bebidas, o menu que será servido na recepção o preço por pessoa, número de garçons, decoração do salão, funcionários da segurança para evitar intrusos no recinto da recepção, etc. Em alguns locais o costume é que o champagne, o wiskey e os vinhos fiquem aos cuidados do pai do noivo, fora do contrato da recepção que normalmente é custeada pelos pais da noiva.

  • (11) A contratação de uma floricultura e

  • (12) Contratação de um fotógrafo,

  • (13) Contrato do canto e música para a cerimônia religiosa e para a recepção.

  • (14) Providências respectivas aos trajes,

  • (15) Planejamento e reservas para acomodação e transporte de convidados. maquiagem

  • Hospedagem reservada e previamente caucionada, bem como transporte, para certo número de dias, para os convidados que confirmem sua vinda de outras cidades.

  • (16) Planejamento do almoço ou jantar do dia do ensaio na Igreja, para os participantes do ensaio.

  • (l7) Planejamento, reservas e passagens para  a Lua de mel.

  • OS EVENTOS

  • (18) Jantares de homenagem.

  • Os jantares de homenagem  não são oferecidos por amigos dos noivos, mas por amigos dos pais da noiva ou do noivo. São portanto mais formais e refinados. ficam melhor situados se realizados na própria semana do casamento, integrando-se bem à celebração elegante e festiva do evento; nestas festas não é próprio dar presentes.

  • (19) Festas de despedida.

  • Na grande celebração do casamento inserem-se vários eventos, compreendendo, além dos jantares de homenagem, do casamento civil e religioso, e o coquetel, almoço, ou jantar que constituirá a recepção principal, também festas de despedida. A chamada "despedida de solteiro" e o "chá de panelas" são reuniões de caráter mais ou menos íntimo entre o noivo e seus amigos, ou a noiva e suas amigas, que acontecem poucos dias antes do casamento.

  • (20) O ensaio da cerimônia religiosa e o almoço ou jantar do ensaio.

  • Indispensável, para que fiquem bem gravados os detalhes e peculiaridades da cerimônia religiosa, variáveis de religião para religião, e também de acordo com outros fatores ditados por protocolos especiais como o dos militares, da nobreza, etc. Após o ensaio, os pais do noivo oferecem um almoço ou jantar aos participantes do ensaio. Participarão do ensaio os noivos e seus acompanhantes, a màe da noiva, o pai da noîva ou quem o substitua, o próprio sacerdote ou quem o substitua (por exemplo, o mestre de liturgia), o organista, o maestro do coral ou a solista, se houver, e cada um aprende sua parte no ritual. Os pais do noivo nâo assistem ao ensaio, porém aguardam os convidados no local do "jantar do ensaio”. Os participantes virão para o ensaio com a roupa que usarão no jantar, se este tem lugar logo a seguir

  • (21) Casamento civil no cartório.

  • Aprovada a habilitação matrimonial, realiza-se no Cartório de Registro Civil o casamento civil, do qual os noivos levarão um certificado a ser acrescentado ao processo do matrimonio religioso.

  • (22) o casamento religioso,

  • (23) A recepção.

  • Depois da própria cerimônia do casamento, o ponto alto da celebração é a recepção que é um jantar, almoço ou coquetel oferecido pelos pais da noiva após a cerimônia do casamento civil ou religioso.

  • (24) Gratificações.

  • Não é necessário dar gorjeta a todos os fornecedores e profissionais (conjunto musical, florista, fotógrafo, etc.) contratados para a organização dos eventos na celebração do casamento. No entanto, é costume gratificar-se o pastor ou sacerdote, e dar gorjeta ao motorista quando é alugado um carro especial para o transporte da noiva, e aos garçons. Porém, é necessário examinar as contas apresentadas e ver se já não incluem as gurjetas, a fim de não pagar duas vezes desnecessariamente.

  • FECHO

  • (25) A partida do casal para a Lua de mel.

  • (26) Pagamentos restantes às firmas contratadas.

  • (27) Os agradecimentos dos presentes.

Rubem Queiroz Cobra

Lançada em 05/10/2003

Direitos reservados. Texto impresso original depositado no Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional.
Para citar este texto:
Cobra, Rubem Q. - Agenda do Casamento. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 2003
 ("www.geocities.com/cobra_pages" é "Mirror Site" de www.cobra.pages.nom.br).

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES