COBRA PAGES
e seus
objetivos
--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação
Boas Maneiras e Etiqueta -
Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE & BUSCA

 

Vultos e episódios da Época Contemporânea

Para retornar
à página de
COBRA PAGES
em que estava,
use a seta de
volta do seu
navegador

Herder. Johann Gottfried Herder, escritor alemão, crítico literário e clérigo, nasceu em 1744 em Mohrungen na Prússia oriental, - atual Morag, a cerca de 100 km. a suedeste de Gdansk, Polônia -, e faleceu em Weimar em 1803. Teve uma infância pobre. Estudou teologia em Königsberg onde absorveu a filosofia de Kant. Chamou a atenção dos intelectuais alemães em um encontro em Riga, com o seu Fragmente über die neuere deutsche Literatur ("Fragmentos sobre a nova literatura alemã") publicado em 1767, com o qual praticamente lançou os fundamentos do movimento literário alemão Sturm und Drang ("Tempestade e impetuosidade") de cunho nacionalista, que ganhou força por volta de 1770. Goethe, que foi seu aluno em Strasburg, tornou-se seu amigo e seu seguidor no citado movimento.

Herder publicou em 1772 um de seus trabalhos mais notáveis Über den Ursprung der Sprache ("Sobre a origem da linguagem") Neste tratado ele sustenta que a linguagem e a poesia são necessidades espontâneas da natureza humana, mais que dons especiais.

Em 1773 reuniu textos de canções populares de toda a Europa em seu Volkslieder, publicado de 1778-79, e fez um ensaio sobre o fortemente expressivo teatro de Shakespeare. Em sua valorização do nacionalismo foi mais longe, estendendo-a a uma interpretação da História em Ideen zur Philosophie der Geschichte der Menschkeit ("Idéia sobre a filosofia da história da humanidade").

Por influência de Goethe foi nomeado pregador da corte em Weimar, em 1776 e foi, juntamente com Goethe, membro de uma sociedade secreta, os Illuminati, fundada por um professor leigo de teologia da universidade de Ingolstadt, a qual, a partir de 1780, e conhecida como "Maçonaria Iluminada", ganhou grande prestígio entre nobres e intelectuais na Europa, sendo extinta pelo clamor público, bula papal e, principalmente, interferência do governo da Bavária que instituiu em 1787 pena de morte para os membros renitentes.

R.Q.Cobra
Doutor em Geologia
e bacharel em Filosofia
24/01/1999

Para citar este texto:
Cobra, Rubem Queiroz - NOTAS: Vultos e episódios da Época Contemporânea. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 1997 ("www.geocities.com/cobra_pages" é "Mirror Site" de www.cobra.pages.nom.br)