Agrippa von Nettesheim

Hoje:

Página escrita por Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

AGRIPPA VON NETTESHEIM, Heinrich Cornelius (Al.1487-Fr.1535). Filósofo e advogado, secretário na corte de Carlos V, médico de Louise de Sabóia, teólogo contestador, aventureiro militar na Itália e Espanha. Seu livro De occulta philosophia é um clássico do ocultismo, cujo estudo esteve em moda entre os filósofos do Renascimento. Neste livro tenta explicar o mundo pela cabala judaica e pela numerologia pitagórica, e louvou a mágica como o melhor caminho para conhecer a Deus e à natureza. Ensinou nas universidades de Dôle e Pavia. Foi orador e defensor público na Mogúncia (Metz) e perdeu o cargo, acusado de defender uma bruxa. Em 1530 publicou “Da Vaidade e Incerteza das Artes e das Ciências” incluindo-se assim entre os filósofos céticos. Por volta de 1530 Agrippa enfureceu Carlos V com a publicação de “Sobre a vaidade e incerteza das artes e das ciências” que fez ressurgir o ceticismo no Renascimento. Em 1535, depois de polemizar com o inquisidor de Cologne, foi expulso da Alemanha acusado de heresia. Refugiou-se na França onde depois foi preso por criticar a rainha Mãe. Terminou seus dias entregue a piedosa meditação bíblica em Grenoble, na França.

Rubem Queiroz Cobra

Página lançada em 00-00-1997.

Direitos reservados.
Para citar este texto: Cobra, Rubem Queiroz – NOTAS: Vultos e episódios da Época Moderna. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 1997.