Terezin

Hoje: 28-07-2021

Página escrita por Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

Theresienstadt, cidade de Terezín, situada na República Checa, depois de evacuada, teve parte da área urbana fechada com muros e transformada pelos alemães em campo de concentração, de 1941 a 1945. Ali eram albergados os judeus trazidos do oeste a caminho dos campos de Auschwitz, em território polonês, a leste.

Seu comandante foi Reinhard Heydrich, o chefe das tropas paramilitares SS. Os nazistas a princípio pretendiam manter em Terezín a nata da intelectualidade judaica: os artistas, músicos, cientistas, juristas, e intelectuais judeus. As crianças judias recebiam educação e apesar das dificuldades quase insuperáveis (mais de 50.000 judeus viviam no espaço antes ocupado por 7.000 checos e em 1942 15,891 prisioneiros morram de fome), o gueto tinha uma vida cultural rica.

Esse campo foi palco de um episódio surpreendente. Em 1943 os nazistas trouxeram da Dinamarca cerca de 500 judeus que não haviam conseguido escapar para a Suécia, como a maioria dos judeus dinamarqueses. O governo Dinamarquês acionou a Cruz Vermelha para que verificasse as condições em que os dinamarqueses viviam em Terezín. Os alemães decidiram permitir a visita dos representantes da Cruz Vermelha e para isso criaram com extraordinária eficiência e habilidade um falso cenário para impressionar favoravelmente os delegados e despistar contra os rumores de extrema crueldade e extermínio promovidos nos campos.

Reduziram o número de prisioneiros, encaminhando milhares deles para as câmaras de gás de Auschwitz, de modo a criar espaço confortável para um menor número de residentes. Levantaram falsos cafés e falsas lojas. Os judeus dinamarqueses ficaram em número de apenas dois ou três em cômodos recém-pintados e limpos. Uma ópera infantil, Brundibar, foi representada para os delegados.

Encantados com a própria arte, os alemães decidiram fazer, após a visita dos delegados, um filme de propaganda mostrando como os judeus viviam bem sob a benevolente proteção do governo nazista. Terminado o filme enviaram todos os participantes, inclusive praticamente todas as crianças do gueto, para as câmaras de gás de Auschwitz..

De aproximadamente 144,000 judeus enviados a Theresienstadt, cerca de 33,000 morreram lá, e cerca de 88,000 foram enviados para Auschwitz e outros campos de extermínio. Em maio de 1945 19,000 foram encontrados vivos pelas tropas soviéticas

(Dados disponíveis no Museu do Holocausto, em Washington, USA, visitado pelo Autor).

Rubem Queiroz Cobra

Página lançada em 00-00-1999.

Direitos reservados.
Para citar este texto: Cobra, Rubem Q. – NOTAS: Vultos e episódios da Época Contemporânea. Site www.cobra.pages.nom.br, Internet, Brasília, 1999.