O Essencial de Mayo

Hoje: 20-09-2021

Página escrita por Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

Elton Mayo (1880-1949), psicólogo industrial e sociólogo estadunidense de origem australiana. Ele nasceu em 26 de dezembro de 1880, em Adelaide, Austrália. Lecionou na Universidade de Queensland de 1919 a 1923, ano em que emigrou para os EUA para lecionar na Universidade da Pensilvânia.

Entre 1926 e 1947 foi professor de Pesquisa Industrial em cursos de pós-graduação em Administração de Empresas na Universidade de Harvard . Faleceu em 07 de setembro de 1949.

A investigação que realizou no Hawthorne Western Electric Works, em Chicago, teve como objetivo estabelecer a relação entre a satisfação do trabalhador e sua produtividade.

Sobre os problemas humanos da civilização industrial (1933) argumentou que os trabalhadores estão menos satisfeitos quando a empresa cresce e, portanto, é mais distante e impessoal.

Sugeriu que os gerentes organizassem o trabalho de tal forma que os trabalhadores podessem se sentir aceitos e comprometidos com um pequeno grupo, para melhorar e aumentar a produção.

As ideias de Mayo não exerceram muita influência durante sua vida. A Western Electric eliminou o “plano de aconselhamento psicopedagógico” que fora implementado na Central Elétrica de Chicago.

Mayo foi criticado por tentar resolver os litígios coletivos através da psicologia individual. No entanto, o livro sobre a Hawthorne Power Station que publicou juntamente com outros colegas, em 1939, Direção e classe trabalhadora, com a co-autoria de Fritz J. Roethlisberger e William J. Dickson, influenciou estudos posteriores de Psicologia Industrial e Sociologia.

Rubem Queiroz Cobra

Página lançada em 31-01-2011.

Direitos reservados.
Para citar este texto: Cobra, Rubem Q. – O essencial de Mayo. Site www.cobra.pages.nom.br, Internet, Brasília, 2011.