O Essencial de Devereux

Hoje:

Página escrita por Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

Georges Devereux (1908-1985). Etnólogo, psiquiatra e psicólogo americano, de origem húngara, fundador da chamada Etnopsiquiatria.

 Nascido em Lugos, na Hungria, estudou física e etnologia em Paris. Um discípulo de Marcel Mauss e de Lévy-Bruhl, mudou-se para os Estados Unidos onde realizou vários estudos e trabalhos de campo com os indígenas das tribos Hopi e Mohave, e mais tarde, com os Roro da Melanésia, os pigmeus Karuama da Nova Guiné e os Sedang do Vietnã.

 Em 1952, Devereux concluiu seus estudos da psicanálise no Topeka Institute for Psychoanalysis, Kansas, e um ano depois recebeu um doutorado em Etnologia pela Universidade de Berkeley, Califórnia. Em 1959 ele se formou em psicologia e foi professor na Filadélfia até 1963. Naquele ano, ele decidiu transferir sua residência para Paris, quando ele foi nomeado professor de Etnopsiquiatria da Escola Prática de Altos Estudos da Sorbonne.

 A Etnopsiquiatria, também chamada de psiquiatria transcultural ou comparativa, é o estudo e tratamento da doenças mentais como um sinal peculiar de identidade de um determinado grupo étnico ou cultural. Segundo Devereux, o xamã é considerada pelo grupo a que pertence como alguém que tem um distúrbio mental. Contrário ao relativismo cultural, rejeitou a identificação da anormalidade mental com desvio social.

 Entre suas obras destacam-se: Mohave ethnopsychiatry and suicide (Etnopsiquiatría mojave e suicídio, 1961), Ensaios em etnopsiquiatría geral (1970), Etnopsicoanálise complementarista (1972) Medo e método nas ciências do comportamento (1973) e o normal e o anormal (1974).

Devereux morreu em Paris em 1985.

Rubem Queiroz Cobra

Página lançada em 31-01-2011.

Direitos reservados.
Para citar este texto: Cobra, Rubem Q. – O essencial de Devereux. Site www.cobra.pages.nom.br, Internet, Brasília, 2011.