COBRA PAGES
e seus
objetivos
--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Filosofia no Brasil - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação - Teatro Pedagógico - Higiene - Boas Maneiras e Etiqueta - Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros do Autor - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE

 
 
 

NOVIDADES DO SITE

Vultos e episódios da Época Moderna

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra
Site original: www.cobra.pages.nom.br

 

O Calvinismo  surgiu de uma divergência dentro do protestantismo, a respeito da presença de Cristo no pão consagrado (Eucaristia). Por sua vez, o próprio calvinismmo sofreu a discidênci entre seus seguidores por influência de Jacobus Armenius, que provocou a "Remonstrance" ou protesto contra alguns dogmas fundamentais do calvinismo. Como reação aos "remonstrantes" – e para firmar sua ortodoxia –, os calvinistas declararam  solenemente cinco pontos essenciais de sua fé,  espécie de Credo ,  no concilio calvinista realizado no início do século XVII, em Dort, na Holanda.  Esta página resume estes pontos essenciais do calvinismo, conhecidos modernamente pela sigla inglesa TULIP, como complementação ao meu texto sobre o filósofo Althusius.

*

Na sigla TULIP, "T" representa Total Depravity ou Total deprivation, "falta ou ausência total". O homem sofre de privação total da capacidade de desejar e buscar ele mesmo a salvação. Por conta desta privação, ele fica incapaz de salvar-se por sua própria vontade.

Armenius, ao contrário, sustenta que o homem tem livre arbítrio, e pode concluir pela existência de Deus e acreditar Nele.

*

"U" representa Unconditional Election, "a eleição não condicionada ou livre". Porque o homem não tem o desejo de salvação, na eternidade Deus escolheu livremente aqueles que serão salvos.

Arminius se opõe dizendo que Deus pode saber, desde toda eternidade, quem virá a acreditar Nele, mas a salvação está ao alcance de todos.

*

 "L" para Limited Atonement, "redenção limitada". Cristo não morreu para redenção de todos os homens, mas tão somente para os escolhidos por Deus para serem salvos.

Armínius, ao contrário, sustenta que Cristo morreu pela salvação de todos os homens.

*

"I" para Irresistible Grace,"graça irresistível". O homem não pode resistir à graça da salvação para a qual foi escoohido.

Armínius, diferentemente, diz que o indivíduo pode resistir à graça. Deus chama todos à salvação, mas muitos resistem a ela e a rejeitam.

*

"P" para Perseverance of the Saints. Para aqueles aos quais elegeu para a salvação, Deus perseverará em manter, através do Espírito Santo, a sua fé.

Armínius contesta este ponto dizendo que muitos renunciam à fé e perdem a salvação.

 

É bastante claro que o fundamento da posição de Armínius é sua crença no livre arbítrio do homem.

Rubem Queiroz Cobra

R.Q.Cobra
Doutor em Geologia
e bacharel em Filosofia.
Página lançada em. 06- 01-2011.

Direitos reservados.
 Para citar este texto:
Cobra, Rubem Q. - Vultos e episódios da Época Moderna.. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 2011 
("www.geocities.com/cobra_pages" é "Mirror Site" de www.cobra.pages.nom.br).

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES  

Todos os links desta página devem estar funcionando. Se há um link nesta página que não está funcionando, por favor, avise-me. Insira em sua mensagem o TÍTULO da página onde encontrou o link defeituoso. Fico-lhe antecipadamente agradecido pela cortesia de sua colaboração.
Rubem Queiroz Cobra