COBRA PAGES
e seus
objetivos
--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Filosofia no Brasil - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação - Teatro Pedagógico - Higiene - Boas Maneiras e Etiqueta - Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros do Autor - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE

 
 
 

NOVIDADES DO SITE

Vultos e episódios da Época Moderna: Madame de Acarie, amiga de santos e de filósofos.

Madame Acarie foi uma mulher inteligente, bonita e rica, mãe de seis filhos, um dos faróis espirituais de sua época. Trabalhou incansavelmente para resgatar os pobres da pobreza e da ignorância. Atraía igualmente intelectuais e líderes religiosos às suas recepções para discutir filosofia e religião. Entre estes, São Francisco de Sales, René Descartes, São Vicente de Paula e André Duval - professor da Sorbone e que foi depois seu primeiro biógrafo -, e seu próprio primo, o Cardeal Pierre Bérulle, fundador da congregação do Oratório. Em sua religiosidade sofreu influência do frei capuchinho inglês, convertido ao catolicismo, Benet de Canfield (ou Benoît de Canfeld) cujo livrinho, Règle de Perfection réduite au seul point de la volonté divine, foi um manual de meditação espiritual de algumas gerações de então. Foi a fundadora do Carmelo na França, acolhendo as carmelitas vindas da Espanha na companhia de seu primo o citado Cardeal Bérulle.

*

Madame Acarie nasceu a 1 de fevereiro de 1566 e faleceu em Pontoise em abril de 1618. Seu nome de solteira era Barbe (Bárbara) Avrillot. Seu pai, Nicholas Avrillot, ocupou altos cargos na Corte e na Câmara de Paris. Apesar de sentir vocação religiosa desde criança quando estudou com as Clarissas pobres de Longchamp, foi, por obediência, encaminhada ao casamento em 1584 com Pierre Acarie, um jovem profundamente cristão, rico e de alta posição social, com quem teve seis filhos. O marido foi um dos lideres da liga católica que se levantou em Paris contra a coroação do protestante Henrique de Navarra, por ocasião da morte de Henrique III. A fome que reinou no cerco de Paris deu a Madame Acarie oportunidade de exercer amplamente sua caridade. Ao final seu marido foi exilado, e lhe coube lutar com credores para salvar a fortuna da família em benefício de seus filhos.

Uma queda de cavalo deixou-a inválida para o resto da vida. Depois de ouvir, em 1601, a leitura de trechos da vida de Santa Teresa em tradução francesa preparada pelo seu amigo o abade de Brétigny, madame Acarie teve visões da santa com a mensagem de que devia levar a ordem carmelita para a França.

Por ocasião em que negócios de sua diocese exigiram sua ida a Paris, São Francisco de Sales, auxiliar do bispo de Genebra - o qual, depois que a cidade se tornou calvinista estava exilado em Annecy, na Sabóia, no sudeste da França -, fez amizade com Antoine Deshayes, o Cardeal de Bérulle, e com Madame Acarie. São Francisco pregou a quaresma na Corte e foi durante sua estada em Paris o diretor espiritual de Madame Acarie. Em uma reunião a 18 de julho de 1602 com o primo Cardeal de Bérulle, futuro fundador da congregação do Oratório, São Francisco de Sales, o abade de Brétigny, e as religiosas da ordem de Marillac, Madame Acarie recebeu deles o apoio para a fundação do Carmelo Reformado em França. Ainda naquele mesmo ano São Francisco foi sagrado bispo de Genebra, com sede em Annecy, e se empenhou junto ao papa para obter a aprovação do projeto. A bula papal de Clemente VIII saiu a 23 de novembro do ano seguinte.

Madame Acarie dedicou o mesmo zelo às freiras Ursulinas, criando uma casa dessa Ordem em Paris, a fim de que, muitas moças que não se adaptavam ao Carmelo, pudessem se dedicar à educação das meninas. Com a morte do marido em 1613, Madame Acarie ingressou no Carmelo no ano seguinte, em Amiens, com o nome de Maria da Encarnação, tendo sido precedida por suas três filhas. Foi depois transferida para o convento em Pontoise, onde faleceu aos 52 anos. Foi beatificada em 1791.

R.Q.Cobra
Doutor em Geologia
e bacharel em Filosofia.

06/06/1997

Para citar este texto: Cobra, Rubem Queiroz - Madame de Acarie. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 1997
("www.geocities.com/cobra_pages" é "Mirror Site" de www.cobra.pages.nom.br).

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES