COBRA PAGES
e seus
objetivos
--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Filosofia no Brasil - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação - Teatro
Pedagógico
- Higiene -
Boas Maneiras e Etiqueta -
Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros do Autor - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE

 
 
 

NOVIDADES DO SITE

Formação Comportamental Social - I (*)

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra
(Site original: www.cobra.pages.nom.br)

Páginas 1 2  >> próxima                                      

 

Formação Comportamental não é um termo novo. Mas convém distinguir aquela que poderia ser chamada Formação Comportamental Empresarial, desta outra, objeto deste Site, muito mais extensa e complexa, que chamo Formação Comportamental Social..

A primeira, mais simples e restrita a interesses específicos bem definidos, é uma ferramenta de gestão. Seu objeto é o comportamento dos funcionários que é determinante do aumento da produtividade. Ensina os empregados a se integrarem em equipes de trabalho e a manterem bom relacionamento com os colegas e com as chefias, o relacionamento com o cliente e todos os comportamentos positivos para o sucesso comercial da empresa.

A segunda, a atividade que nomeio Formação Comportamental Social, tem por objetivo o sucesso do indivíduo, não o de uma empresa. Seus instrumentos são palestras de especialistas convidados, grupos de discussão, projetos, visitas educativas, Teatro Pedagógico, redação de textos, o ensino de posturas corretas respeitantes a Boas-maneiras e Etiqueta em todos os ambiente, Psicologia Social, neurofisiologia em relação a dependências químicas, noções de Filosofia Política, Higiene – inclusive um "tira-dúvidas" em assuntos de natureza mais pessoal e íntima, e outros tópicos capazes de contribuir para o amadurecimento pessoal dos jovens.

A atividade Formação Comportamental Social poderia ser levada às pessoas tanto como atividade paralela a atuação dos Orientadores Educacionais nas escolas públicas ou particulares, quanto pelos educadores participantes de projetos sociais educativos da iniciativa de padres, pastores, freiras e leigos, junto a Igrejas e Centros Sociais , ou ainda através da Internet visando o autodidata. A sua sistematização como uma atividade educativa definiria seu caráter pedagógico, e evitaria que fosse tomada como simples atividade de "aconselhamento". Na Escola a matéria será distribuída ao longo dos anos do Ensino Fundamental (antigo Primeiro Grau) e do Ensino Médio (antigo Segundo Grau).  

Desde l942 as leis brasileiras fazem obrigatória a Orientação Educacional nas escolas. O Orientador Educacional poderia fazer muito pela formação comportamental do aluno se ele pudesse reservar algum tempo para essa atividade pedagógica, o que não seria fácil, uma vez que os currículos abrem pouco ou nenhum espaço para isto. Quando se trata de um programa social, este problema é menor pois, neste caso, a própria Formação Comportamental Social é o projeto a ser executado. Nos programas sociais assistenciais, a elasticidade da atividade permitirá a organização de um programa compatível com o tempo previsto.

Perfil do Orientador Comportamental Social. Enquanto em uma empresa aquele que ministra a matéria Formação Comportamental é chamado "Treinador Comportamental", eu prefiro, quando se trata da Formação Comportamental Social, chamá-lo "Orientador Comportamental".

Uma orientação firme no sentido moral, psicológico e cívico, nunca foi tão urgente para a juventude como nos dias atuais. A fim de se preparar para a função, de Orientador Comportamental o educador teria que, ao nível universitário da sua preparação, reunir em seu programa de estudos tópicos tais como Psicologia e Neurofisiologia, Higiene, Responsabilidade Ecológica, Boas-maneiras e Etiqueta, e outras disciplinas adequadas à atividade. Creio que a possibilidade do aluno universitário escolher entre as disciplinas optativas lhe permitiria estruturar o seu curso introduzindo no seu programa de estudo a maioria dos tópicos citados.

O educador voluntário, cuja formação acadêmica é em outra área, ou aquele que não cursou a universidade, poderá estudar como autodidata os mesmos tópicos. Talvez possa conseguir o status de "aluno ouvinte" ou "aluno especial" nas disciplinas correspondentes, em uma faculdade, o que lhe facilitaria muito o aprendizado das matérias. Porém, um grupo de pessoas que participem de um voluntariado poderiam dividir entre si, conforme os conhecimentos e experiencias de cada uma, setores da Formação Comportamental Social e atuarem em conjunto, cada um responsável por um setor do conhecimento.

Alguns tópicos já expostos nas minhas páginas no Site Cobra Pages, e que poderiam integrar um programa inicial de Formação Comportamental Social,  são listados a seguir, com indicação dos diretórios respectivos,          onde mais páginas sobre os temas poderão ser encontradas.

*

Todo o variado conteúdo do Site COBRA PAGES (Filosofia Contemporânea, Temas de Filosofia, Psicologia e Educação: minhas teorias favoritas; Higiene pessoal e ambiental, Boas-maneiras e Etiqueta: prazer em conhecer e praticar, etc.) – desejo que possa servir aos autodidatas no aperfeiçoamento de sua educação pessoal, aos educadores voluntários engajados em projetos assistenciais, e também aos Orientadores Educacionais que possam utilizar estas páginas em seu trabalho na Escola, dentro do conceito de "Formação Comportamental Social".

Aparência  e Boas-maneiras.

"Boas-maneiras e Etiqueta: prazer em conhecer e praticar" é um conjunto de páginas que abordam vários itens importantes para a Formação Comportamental Social, entre as principais as páginas sobre Aparência, que trata do vestir-se bem, das posturas do corpo, roupas, jóias, etc. À Mesa, que trata do serviço de um jantar completo, boas maneiras à mesa em casa e no restaurante, discursos e brindes, uso dos talheres, etc.; Celebrações, referentes principalmente ao casamento – Recepções em geral, que incluem os bailes; Viagens e outros vários assuntos, compreendendo apresentações e formas de cumprimentar, etc.

O Baile-de-debutantes. Em Formação Comportamental Social, um instrumento educativo importante pode ser o Baile-de-debutantes. Na verdade não é uma única festa, mas um programa que  culmina com um baile especial. Segundo é sabido, tem suas origens nas cortes européias. As moças eram observadas pelas senhoras da nobreza presentes, quanto ao seu desembaraço social, a correção de suas maneiras e seu conhecimento de etiqueta, e sua inteligência e argúcia na conversação. A finalidade da apresentação na corte, era demonstrar que as jovens se achavam preparadas e aptas ao convívio com a elite social e elas tinham que se esforçar muito para atingirem esse patamar de conhecimento e de maturidade.

Ainda hoje, o Baile-de-debutantes é precedido por uma etapa educativa, de modo que a realização do projeto em sua inteireza implica em várias atividades prévias das quais as jovens adolescentes tiram lições para sua vida adulta. Uma delas é o trabalho social, que as coloca em contacto e interação com pessoas, famílias e comunidades, através do trabalho caritativo junto a uma creche, hospital, asilo de idosos, etc. Outra é a formação da sua consciência de cidadania, através de explanações sobre a organização política e social, marcadas por visitas às sedes dos poderes executivo e legislativo de seu Município, do seu Estado ou do País, e a museus e locais históricos. E, finalmente, o curso de Boas-maneiras e Etiqueta incluída a dança. Esse programa precede sua apresentação à sociedade, que se dará através do baile, coroamento do projeto.

A Timidez. Este é um importante tópico da Psicologia Social. No diretório Psicologia e Educação: minhas teorias favoritas, além da páginas sobre timidez, estão outras sobre Psicanálise, Maturidade mental e pessoal, juntamente com as biografias e as teorias de Alfred Adler, Eric Berne, Wilian Penfield e outros psicólogos e educadores, que me parecem as melhores páginas para iniciar o tema Psicologia, na Formação Comportamental Social.

Vícios. Hoje aí está um conhecimento sempre crescente da mente, divulgado na televisão e em revistas de maior circulação, que além de haver dado novos rumos à psicoterapia, é também bastante capaz de dar a uma pessoa a compreensão e até uma independência em relação a certas forças radicadas na química e nas estruturas cerebrais, que atuam sobre a vontade e podem levar o seu comportamento a contrariar suas aspirações e seus ideais. Essa introdução, dada no formato ficção de um conto, ainda que superficial, será útil na compreensão de certos quadros muito comuns como o da ansiedade, depressão, hipocondria, irritabilidade, e outros que resultam de condições neurofisiológicas hoje melhor conhecidas e medicadas. O conto "O Bom da droga", do diretório Contos, Memórias e Confissões é uma boa introdução à influência da fisiologia sobre o pensamento, as emoções e o comportamento humano.

Páginas 1 2  >> próxima 

Rubem Queiroz Cobra

R.Q.Cobra
Doutor em Geologia
e bacharel em Filosofia.
Revisada em 18/02/2012

 

Direitos reservados. Texto impresso original depositado na Biblioteca Nacional.
Para citar este texto da Internet:
Cobra, Rubem Q. - Formação Comportamental Social. COBRA PAGES: www.cobra.pages.nom.br, Internet, Brasília, 2012.
(“www.geocities.com/cobra_pages” é “Mirror Site” de COBRA.PAGES)

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES  

Todos os links desta página devem estar funcionando. Se um link está quebrado, por favor, avise-me, indicando em sua mensagem o TÍTULO da página onde encontrou o link inoperante. Fico-lhe antecipadamente agradecido pela cortesia de sua colaboração.
Rubem Queiroz Cobra