NOVIDADES DO SITE

Colégio de Plessis

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra.
Site original: www.cobra.pages.nom.br

 

Para retornar
à página de
COBRA PAGES
em que estava,
use a seta de
volta do seu
navegador

O College du Plessis-Sorbonne deve a sua primeira fundação, no ano de 1322, na rua de São Jacques, a Geofroy du Plessis, secretário do rei Felipe, o Longo. Foi nomeou primeiro Colégio Saint Martin. Em um primeiro testamento, o fundador destinava sua casa e todos os seus bens para a manutenção dos seus bolsistas. Mas, querendo depois entrar para a Abadia de Marmoutier como religioso, fez um segundo testamento, pelo qual dividiu a casa em duas partes e deu metade aos religiosos da ordem em que ingressava, para abrigarem seus estudantes em Paris, constituindo assim o Colégio de Marmoûtier, contíguo ao colégio dos jesuítas e que estes acabaram adquirindo para ampliar seu espaço. A parte remanescente do Colégio du Plessis continuou a abrigar bolsistas das dioceses de Evreux, Saint Malo, Leon e Torres.

O colégio foi mais tarde reformado pelo cardeal de Richelieu, e colocado sob a direção de médicos da Sorbonne e foi por isso chamado Plessis-Sörbonne.

Na época do Terror, em 1794, os edifícios foram desapropriados e transformados em prisão pelos revolucionários, destinada a recolher suspeitos vindos do interior da França. Parte do visinho edifício da Sorbonne foi requisitado para o mesmo fim.

Após o Terror, o colégio foi reunido ao colégio Luís-o-Grande e foi, por algum tempo, sede da Faculdade de Ciências de Paris.
 

Rubem Queiroz Cobra

R.Q.Cobra
Doutor em Geologia
e bacharel em Filosofia.
06-03-2011

Direitos reservados.
Para citar este texto: Cobra, Rubem Q. - Colégio de Plessis. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 2011.

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES  

Todos os links desta página devem estar funcionando. Se há um link nesta página que não está funcionando, por favor, avise-me. Insira em sua mensagem o TÍTULO da página onde encontrou o link defeituoso. Fico-lhe antecipadamente agradecido pela cortesia de sua colaboração.
Rubem Queiroz Cobra