COBRA PAGES
e seus
objetivos
--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação
Boas Maneiras e Etiqueta -
Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros do Autor - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE

 

 

Notas complementares de Boas-maneiras e Etiqueta

Para retornar
à página de
COBRA PAGES
em que estava,
use a seta de
volta do seu
navegador

Boa Educação
no Trânsito:
o que você pensa da
FAIXA DE
PEDESTRES?
Para saber mais
clique
 AQUI.

Viajando com crianças. Levar crianças é incompatível com viagens feitas em certas condições ou para certas finalidades. Mas os pais não podem deixar faltar aos filhos os cuidados de que necessitam, e por isso, o mais comum, é que as crianças sejam deixadas com algum parente próximo, pelo período da viagem. Se possível, uma babá deveria ser contratada para ajudar o improvisado curador a cuidar dos pequenos. Se a babá for uma pessoa totalmente estranha, é imprescindível que assuma esse trabalho algum tempo antes da viagem, a fim de que fique patente a sua competência. É claro que, sem essa garantia, poderá, em vez de ajudar, trazer mais problemas.

O curador das crianças precisa ter o telefone e endereço do consultório do pediatra ou médico da família, o qual deve ser informado da viagem, certificando-se os pais de que ele estará na cidade no período em que eles estarão ausentes.

Uma viagem com crianças, ou mesmo com uma única criança, dificilmente será fácil para os pais. Para minimizar os problemas para eles mesmos e para os companheiros de viagem precisam pensar como agirão, buscar conselho de quem já passou pela experiência, e providenciar com antecedência o necessário para o atendimento do pequeno. Quatro itens, pelo menos, considero importantes, aplicáveis conforme a idade: documentação, alimentação, higiene, entretenimento e disciplina.

Documentação. Mesmo que estejam acompanhadas dos pais, as crianças precisam de um documento para viajar. Há muitas normas legais a respeito, para evitar o roubo de bebês ou o seqüestro de filhos por pais separados, e outros problemas envolvendo menores. Não providenciar esses documentos causará transtornos no embarque, quando o motorista do ônibus ou o funcionário da empresa aérea solicitar sua apresentação. Eles com certeza recusarão o embarque da criança, devido à falta dos documentos exigidos por lei.

Quais são os papeis necessários para a viagem da criança, desacompanhada ou na companhia dos pais, deve-se indagar na embaixada do país de destino, na polícia federal, na agência de turismo, ou na empresa de transporte. No contacto com a empresa de transporte indague também qual a assistência que esta oferece na viagem com crianças, e confirme se deseja ou não essa assistência.

Alimentação. Mamadeiras e frascos com cremes e pastas resolvem a alimentação do bebê. As crianças maiores normalmente comerão uma meia-refeição nas paradas dos ônibus, ou receberão alimentos como os demais passageiros, nas viagens de avião; mas, em um e outro caso, é preciso ter algum biscoito para entretê-las enquanto a hora da refeição não chega. Nos aviões, pode ser solicitado às comissárias o aquecimento da mamadeira do bebê.

Higiene. Fraldas que sejam impermeáveis, de boa qualidade e seguras, facilitarão a espera de momentos propícios para serem trocadas. Em viagem terrestre, procure trocar a fralda do bebê no banheiro dos locais de parada do ônibus, e em viagem aérea, no toalete da aeronave, lembrando que solicitou assistência antecipadamente ao fazer sua reserva, e que a aeromoça tem treinamento para ajudar. Porém dependa o menos possível dessa ajuda, porque nos vôos lotados as comissárias estão sempre muito atarefadas. A troca de fralda feita na cabine, no assento do passageiro, pode contaminar o ar causando grande desconforto aos demais passageiros.

O vômito, é quase inevitável que ocorra, e é mais comum na fase de aproximação para aterrissagem da aeronave, e nos ônibus em estradas com muitas curvas ou devido a aceleração e desaceleração no trânsito ao atravessar cidades e nos engarrafamentos. Os trens causam menos enjôo.

As fraldas modernas não se prestam a servir como pano para limpeza, portanto um ou mais panos para limpar o vômito dos assentos e do chão é uma parte imprescindível da bagagem de mão, juntamente com um saco de plástico para lixo.

Entretenimento. Manter as crianças ocupadas sempre foi o melhor recurso para evitar traquinagens. Brinquedos de pequeno tamanho e que não seja ruidosos, jogos de figurinhas, lápis e caderno para desenho, poderão manter a criança entretida; - embora com certeza não serão suficientes para captar toda a atenção delas, serão de alguma ajuda.

Disciplina. As crianças precisam ser instruídas sobre como devem se comportar durante a viagem, advertidas sobre o desconforto e os sacrifícios que a viagem exigirá delas, pois o que pode ser fácil e mesmo prazeroso para um adulto, irrita a criança. Devem compreender que, para sua segurança, precisam obedecer os pais, e nada fazerem que possa molestar os demais passageiros, especialmente que não podem andar nem brincar no corredor do trem, avião ou ônibus.

Lista para viagem. Você pode acrescentar à lista de artigos para viagem na página Providências para viajar: itens da bagagem tudo que precisa levar para o bebê, ou organizar uma lista separada para uma criança maior, com a ajuda da própria criança.

R. Q. Cobra
Em 31/03/2004.

Direitos reservados. O texto impresso original é depositado no Escritório de Direitos Autorais da Biblioteca Nacional, o que permite que o Site COBRA PAGES seja citado em qualquer trabalho de divulgação de suas matérias. Para citar este texto: Cobra, Rubem Q. - Notas complementares de Boass-maneiras e Etiqueta. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 2004 ("www.geocities.com/cobra_pages" é "Mirror Site" de www.cobra.pages.nom.br).