COBRA PAGES
e seus objetivos

--
Quem somos

reg.

COBRA PAGES: páginas em Educação e Cultura
Filosofia Moderna -  Filosofia Contemporânea - Filosofia no Brasil - Temas de Filosofia - Psicologia e Educação - Teatro
Pedagógico
- Higiene -
Boas Maneiras e Etiqueta -
Contos - Restauro - Genealogia - Geologia - Livros do Autor - CONTACTO

 

PMF-perguntas
mais freqüentes

ÍNDICE

 

Boa Educação no Trânsito: o que você pensa da FAIXA DE PEDESTRES? Para saber mais clique AQUI.

 
 

NOVIDADES DO SITE

CONVIDANDO E ACEITANDO CONVITES

 

Página escrita por
Rubem Queiroz Cobra
(Site original: www.cobra.pages.nom.br)

Parte I - Parte II

Convites de casamento O conteúdo do convite de casamento varia pouco em relação ao convite formal para qualquer cerimônia (modelo abaixo). Além do preto ou cinza, sua impressão pode ter cores discretas (verde musgo, vinho, azul, marrom, sépia, etc). No caso do convite de casamento, o mais distinto é que seja entregue pelos próprios noivos ou por seus pais em uma breve visita ao convidado (Vide os diversos modelos em Casamento: convites)..
 

(a) (Vazio)

(b) Senhor e Senhora Demetrius Corleone                  Senhor e Senhora Antônio Bonna Fide

(c) convidam
(d) (vazio)

(e) para a cerimônia religiosa do casamento de seus filhos
Domitila e Apio Augusto
(f) (vazio)

(g) a ser celebrada pelo Arcebispo Dom Tarcisius Garaffa

(h) às vinte horas e trinta minutos de quinta-feira, vinte e um de julho de dois mil e três

 (i) na Capela de Santa Genoveva
(j) na Via Flaminia, junto ao  n. 100

(k) (vazio)

(l) (vazio)

(m) Via Solário, n. 100                                                                                               Via Tiburtina, 100 Ardeatino                                                                                                                   Cervara

(n) (vazio)

Modelo 2. Convite de Casamento.
Como em todos os convites formais, os dados são colocados em parágrafos distintos, sem ponto e sem vírgula; os de a e b são centrados ou simétricos, e os restantes, de (c) a (k) são centralizados no cartão; (l), colocado à direita, e (m), à esquerda).

Datas da família. As festas de bodas de prata, bodas de ouro, aniversários avançados como 70 e 80 anos são, em geral, promovidas pelos filhos em homenagem aos pais.
 


Senhor e Senhora Coriolano Corleone

Senhor e Senhora Augusto Bonna Fide

convidam

O Excelentíssimo Senhor Cardeal Dom Tarcisius Garaffa

 para o jantar em comemoração
 do aniversário de setenta anos de seu pai e sogro

Senhor Demetrius Corleone

em sua residência quinta-feira, vinte e um de julho
 às vinte horas e trinta minutos

Via Solário número 100
Ardeatino.

R.S.V.P
Via Tiburtina 100
Cervara

 

Confecção dos convites. Ao encomendar os convites, prepare-se para escolher o tipo de letra, tipo e qualidade do papel, cor da tinta, tamanho do cartão e do envelope interno e envelope externo. É recomendável pedir a orientação da gráfica neste particular, se o cerimonialista não dispuser de uma coleção de modelos para sua escolha.

A encomenda a uma gráfica de convites muito elaborados deve ser feita com dois a três meses de antecedência porque, havendo problemas quanto ao material ou a qualidade dos serviços, haverá tempo para uma solução. Para atender à eventual necessidade de substituir convites, ou de enviá-los a pessoas posteriormente incluídas na lista, é conveniente a encomenda de uns vinte por cento a mais de exemplares. Se quer guardanapos de papel impressos com monograma, ou planeja uma recepção com lugares marcados, ou dar “lembrancinhas” em uma recepção de casamento, aproveite para fazer a encomenda dos cartões respectivos junto com os convites, a fim de baratear os custos e garantir homogeneidade estética de estilo e de aparência do material.

A escolha do modelo e a impressão dos convites são itens importantes na Agenda do casamento.O convite pode ser uma folha única de cartolina fina, ou uma folha dobrada, usualmente de tamanho no máximo pouco maior que uma meia folha de papel do tamanho ofício e o envelope cerca de 18x25 cm. Na gráfica que for consultada haverá com certeza uma variedade de modelos variando a cor e textura da cartolina, opções de tinta colorida, envelopes com forros coloridos, monogramas em ouro ou prata, sinetes e lacres, e cartolinas artesanais, etc

O texto é colocado simetricamente, na metade esquerda o que diz respeito à noiva, e na metade direita, ao noivo.

Convites informais. Feitos em geral com grande simplicidade, os convites informais podem ser escritos na terceira pessoa, como os formais, porém omitindo-se os pronomes de tratamento entre anfitriões e convidados, e o endereço, se já é conhecido. Exemplo:
 


Coriolano e Maria Pia

Ápio Augusto e Domitila


convidam Petrônio e Clara
para o jantar em comemoração
 do aniversário de setenta anos de seu pai e sogro

Senhor Demetrius Corleone

quinta-feira, vinte e um de julho
 às vinte horas e trinta minutos

Via Solário número 100
Ardeatino.

R.S.V.P.
Tel. 9287-2798
 

Note-se que, mesmo nos convites informais, o nome do marido sempre precede o da mulher, como cabeça, que é do casal, nos domínios da etiqueta.

O convite para o jantar de ensaio em geral é informal, e feito pessoalmente no local do ensaio, uma vez que, normalmente, apenas as pessoas diretamente envolvidas na cerimônia (os padrinhos, os noivos e seus pais, e o celebrante) participarão. Para alguém mais que se deseje incluir, um convite próprio nos moldes para uma recepção ( não o do casamento) é usado, e segue o modelo de convite para um jantar; em (e) e (f) constará “para o jantar do ensaio em homenagem a Fulano e Fulana, que terá lugar...” etc., ou outro mais informal.

Aos convites informais, a resposta em geral é dada no momento mesmo do convite, ou, se o convite não foi feito pessoalmente, pode ser respondido por telefone ou por e-mail, mesmo que tenha sido feito por carta ou cartão manuscrito.

Para o convite informal, a entrega deve ser de pelo menos uns oito dias antes, mas com maior antecedência, quando se tratar de evento importante, para que a pessoa possa reservar o dia para esse compromisso.

Lembretes. É muito recomendável a troca de lembretes entre os anfitriões e os convidados, chamados pour memoires quando feitos por escrito. Como o nome indica, tratam de lembrar ao convidado um convite feito verbalmente ou por correio eletrônico, e que pode ser esquecido pelo convidado. Esse esquecimento é bastante comum no caso de jantares informais entre pessoas muito ocupadas, ou por que tenha se passado muito tempo ou ocorrido adiamentos.

O convidado também pode tomar a iniciativa de fazer um lembrete por telefone, no mesmo dia do evento, porém  com boa antecedência de horas,  a título de confirmação do local e horário, assegurando-se de que o convite está mantido e que não está enganado quanto à data. Esse cuidado pode evitar decepções e aprontos de urgência bastante desagradáveis.

Não-convidados. Uma advertência que vale para convites de recepções e cerimônias em geral: não se levam parentes e amigos consigo a um evento social (mesmo um simples churrasco informal), se eles não estiverem explicitamente incluídos no convite formal, ou no convite informal feito por telefone ou por escrito. Para um evento, principalmente um almoço ou jantar, ninguém está automaticamente incluído no convite feito a outra pessoa ou casal, e quem é convidado não pode comparecer acompanhado de amigos ou parentes não mencionados no convite feito pela anfitriã.

Os anfitriões sempre têm suas razões para a escolha de seus convidados, ou para limitar o número deles. Claro que um convite feito a você e sua esposa precisa especificar "e família", para que você possa levar, além da mulher, também os filhos; mas não estão incluídos no "e família" os seus irmãos, nem seus pais, nem seus avós ou tios, nem seu maior amigo considerado por você mesmo como da família. "Tirar proveito" de um convite para levar mais pessoas, além da falta de respeito, é prova de imaturidade e despreparo social do convidado.

Mas você pode também insinuar aos anfitriões, quando o convite é informal, que incluam alguém mais, dizendo, por exemplo: "Tenho um problema para aceitar o seu convite. Estou com um sobrinho em casa (ou um amigo), que veio me visitar, e não posso deixá-lo só. Agradeço o seu convite, esperando ser lembrado por você em outra ocasião". A pessoa que lhe faz o convite terá então que decidir se simplesmente aceita suas desculpas, ou se insistirá em contar com sua presença, autorizando-o a levar seu sobrinho ou amigo. Tratando-se de convite formal, no entanto, a solução será atender ao R.S.V.P. dizendo que não poderá comparecer, ou então desculpar-se com seu hóspede e organizar um programa alternativo para ele, enquanto você atende ao convite.

Também se evita colocar vírgulas, substituindo as por quebras de linha do parágrafo, como entre (e), (f) e (g). do exemplo acima.

Jovens maiores de 18 anos que não vivem com os pais recebem convite próprio, e o convite para seus pais, se não há filhos menores, não dirá “e excelentíssima família”

Endereçamento. Os envelopes deverão ser subscritos, de preferência, à mão por um calígrafo. Mas existem tipos para a impressão em estilos muito semelhantes aos dos calígrafos. A cor da impressão externa deve ser a mesma ou combinar muito bem com a cor da impressão interna.

No endereçamento do envelope interno para o convite formal, inclusive os de casamento, o título (Doutor, General, Major, Coronel, Reverendo, Rabino, Pastor, Professor, etc.) e o nome e sobrenome das pessoas devem ser grafados completos, embora não seja necessário incluir todos os sobrenomes quando estes forem muitos. O título pode ser precedido de “Senhor", “Senhora” .

Exemplos: Para enviar a um homem use "Senhor Atílio Régulo"; para endereçar à a senhora Pio Gracco sem incluir seu marido, use o seu primeiro nome: "Dona Cornélia Gracco"; para enviar a um casal coloque "Senhor Célio Metelo e Senhora"; para família com filhos pequenos ou ainda jovens, "Senhor Célio Metelo e família";  se os filhos forem pessoas maduras, receberão convites individuais.

Se é conhecida apenas a inicial do nome do meio do convidado, é melhor omiti-la. Também por inteiro palavras como “rua”, “avenida”, “estrada”, “apartamento”. Mas o número da residência e o do código postal são colocados em algarismos.

O envelope interno pode ser fechado com um selo de laca ou cera, ou uma imitação de selo real ou com armas, ou algum tipo de imitação de armas e brasões. Mas não é fechado com cola.

No envelope externo são usadas abreviações: "Sr," "Sra.", “Srta.”.

O custo do correio de um convite pode ser calculado e acrescentado ao balanço geral de previsão das despesas.

Poderá ser necessário que, dentro do envelope externo, o convite seja acompanhado de um mapa indicador do trajeto para o local do evento, e também de uma listagem de opções de hospedagem. O convidado de outra cidade espera não apenas a indicação de como chegar ao local, mas que seja também orientado sobre sua acomodação, principalmente quando à escolha do hotel, se for o caso. Não providenciar essas informações seria prova de pouca atenção e consideração dos anfitriões.

 

 

Parte I - Parte II


Direitos reservados.
Para citar esta página:
 Cobra, Rubem Q. - Convidando e aceitando convites. Site www.cobra.pages.nom.br, INTERNET, Brasília, 2005
("www.geocities.com/cobra_pages" é "Mirror Site" de www.cobra.pages.nom.br).

Utilize a barra de rolagem desta janela de texto para ver as NOVIDADES DO SITE
Obrigado por visitar COBRA PAGES